Queiroz Galvão Energias Renováveis Queiroz Galvão - 60 anos

Os bons ventos nos trazem

A busca pelos melhores regimes de ventos nos levou até o Nordeste do Brasil, mais precisamente para o Ceará, Rio Grande do Norte e Piauí. Nessas grandes potências eólicas do país estão localizados os primeiros empreendimentos da Queiroz Galvão Energias Renováveis.

CEARÁ
Com capacidade instalada de 197,4 MW, os projetos localizados no Ceará são:

  • Complexo Eólico de Icaraí, município de Amontada, com 31 aerogeradores e 65,1 MW de capacidade instalada. Iniciou sua geração de energia (período de testes) em dezembro de 2013 e a geração em fase comercial em março de 2014
  • Complexo Eólico de Taíba, município de São Gonçalo do Amarante, com 27 aerogeradores e 56,7 MW de capacidade instalada. Iniciou a geração de energia (período de testes) em março de 2014 e recebeu autorização da Aneel para operação comercial a partir de Junho/2014.
  • Complexo Eólico de Amontada, município de Amontada, com 28 aerogeradores e 75,6 MW de capacidade instalada. Atualmente gera energia em fase de testes.

RIO GRANDE DO NORTE
No próximo estágio de expansão serão instalados 146 MW no município de Ceará-Mirim, com 54 aerogeradores. Para este projeto, denominado Complexo Riachão, as obras civis e elétricas estão em curso e serão concluídas em novembro de 2014. A geração de energia se dará a partir dezembro de 2014.

PIAUÍ
A quarta e quinta fases serão no Piauí, na Chapada do Araripe, a cerca de 400 Km da capital Teresina. Cada uma das fases terá 207,9 MW de capacidade instalada, com um total de 154 aerogeradores de 2,7 MW cada. As obras serão iniciadas já no segundo semestre de 2014 e a geração de energia se dará a partir de dezembro de 2015 (quarta fase) e dezembro de 2016 (quinta fase).

Complexo Icaraí

Capacidade instalada: 65,1

Município: Amontada/CE

Subestação coletora: SE Icarai

Conexão: SE Sobral III/CHESF

Linha de transmissão: 104 km

Tensão: 230 kv

Complexo Amontada

Capacidade instalada: 75,6

Município:Amontada/CE

Conexão: SE Icaraí/QGER

Linha de transmissão: 12 km

Tensão: 34,5 kv

Complexo Taíba

Capacidade instalada: 56,7

Município: São Gonçalo do Amarante/CE

Subestação coletora: SE Taíba

Conexão: SE Pecém II/TDG

Linha de transmissão: 9 km

Tensão: 230kv

Complexo Riachao

Capacidade instalada: 150

Município: Ceara Mirim/RN

Subestação Coletora: SE Riachão

Conexão: SE Extremoz II/CHESF

Linha de transmissão:30 km

Tensão:230 kv

Avanço da Construção dos Complexos Eólicos

Montagem das Torres

desenhos esquemáticos de uma torre eólica
Figura 1: etapas do erguimento de uma torre eólica.

Trata-se de uma logística e de uma engenharia bastante complexas. É necessário um projeto eficiente e uma equipe extremamente competente e comprometida.

Somente a parte inferior de uma torre eólica, feita de concreto, pesa 80 toneladas. Considerando que um carro popular pesa 1 tonelada, esse peso equivale a 80 carros.

primeira parte, de um total de 30 partes, de uma torre eólica
Figura 2: primeira parte, de um total de 30 partes, de uma torre eólica.

Para se montar uma torre eólica de 100 metros de altura, são colocadas 30 diferentes peças, uma sobre a outra, com peso variando de 14 a 80 toneladas. O peso total da torre é de 1.200 toneladas, equivalente a 1.200 carros empilhados.

A complexidade não para aí. As últimas peças da torre eólica pesam entre 14 e 20 toneladas e, com os ventos às vezes chegando a 15 metros/segundo (54 km/hora), torna-se inviável sua colocação com a precisão e a segurança necessárias. Então, a solução é buscar os momentos em que o vento está mais brando, o que normalmente ocorre durante a noite.

trabalhos noturnos com vento mais brando
Figura 3: trabalhos noturnos com vento mais brando.
os trabalhos de encaixe precisam ser feitos com vento inferior à 10 metros/seg
Figura 4: os trabalhos de encaixe precisam ser feitos com vento inferior a 10 metros/seg.

Um a um, os desafios são superados. E o resultado são as torres erguidas, prontas para receber os aerogeradores e pás.

torres eólicas erguidas, com altura de 100 metros
Figura 5: torres eólicas erguidas, com altura de 100 metros.
trabalho em equipe + competência + comprometimento = resultado
Figura 6: trabalho em equipe + competência + comprometimento = resultado.

Montagem da Primeira Nacele, pás e rotor do Parque de Icaraí de Amontada – CE

A Queiroz Galvão Energias Renováveis (QGER) monta seu primeiro aerogerador. Essa ação foi concluída em 10 de agosto de 2013 e é um importante marco para tornar a QGER um agente do mercado brasileiro de geração de energia renovável. Acompanhe a montagem pelas fotos abaixo.

Posicionamento do guindaste
içamento e posicionamento da Nacelle (aerogerador)
içamento e posicionamento das pás
Aerogerador montado

Montagem das Pás

Da mesma forma que busca-se momentos de menor intensidade de vento para a montagem das torres, os demais equipamentos também exigem condições extremamente seguras para sua montagem. Assim, as montagens dos equipamentos são normalmente realizadas de madrugada, momento onde o vento fica menos intenso na região de Icaraí de Amontada, Ceará.

O rotor dos aerogeradores é o equipamento composto por 03 pás e um "hub" (peça que permite a união das 03 pás). Cada pá pesa 13 toneladas e o "hub" tem 08 toneladas; assim, o conjunto (01 hub + 03 pás) pesa 47 toneladas. Cada pá tem quase 50 metros de comprimento, fazendo com que o rotor montado tenha cerca de 100 metros de largura.

As operações são iniciadas após, no mínimo, 30 minutos de ventos sem rajadas e abaixo da velocidade crítica de 12 metros por segundo. Esses parâmetros são fundamentais para que haja total segurança nos trabalhos.

Os números acima são importantes para se ter uma ideia da complexidade da operação. E para enriquecer a compreensão, as fotos abaixo mostram a operação de montagem no Parque Eólico da Queiroz Galvão Energias Renováveis.

Pá ancorada
Início do içamento do equipamento de 47 toneladas
Panorâmica com equipamentos posicionados ao redor
Rotor elevado a 100 metros de altura
Ajuste fino para encaixe do equipamento de 47 toneladas, com ventos abaixo de 40 km/h

Verticalização do Rotor _ Parque Eólico de Icaraí, CE

Vídeo da verticalização do rotor

Primeiro Teste em Operação

Um momento histórico para a Queiroz Galvão Energias Renováveis, que em 2012 foi constituída e hoje, 04 de Dezembro de 2013 às 05:30h da manhã, começa a realizar testes de geração de energia limpa e renovável.

Vídeo do teste

Vídeo do teste de 06/Dez/2013

É a Queiroz Galvão Energias Renováveis agindo de acordo com suas responsabilidades sociais, apoiada em seus valores e na força de seus colaboradores, construindo um mundo melhor.